Histórico

Hoje, nossa visão é que o Programa está consolidado: já formou mais de 300 Mestres e 99 Doutores, até dezembro de 2017, e é avaliado como MUITO BOM (conceito 5 na última avaliação CAPES). Ou seja, o Programa vem evoluindo, já que o conceito anterior era 4. A tendência, agora, é continuar evoluindo, visando obter conceito 6 na próxima avaliação. A base para isto é o aumento no número de publicações em periódicos qualificados, tendência esta que já se pode perceber neste relatório. Observe-se que este aumento da produção científica do Programa, envolvendo docentes e discentes, é decorrência da exigência de que os egressos do Mestrado e do Doutorado em Engenharia Elétrica da UFES têm que ter publicações efetivas em seus currículos, introduzida no Regulamento do Programa. Para ter sua solicitação de defesa homologada, o aluno de Mestrado agora tem que ter pelo menos um artigo em congresso já aceito. Para ter sua defesa de Proposta de Tese homologada, o candidato ao Doutorado terá que já ter publicado (ou ter aceitação para publicar) dois artigos em congressos. Já para ter sua solicitação de defesa de Tese homologada, ele terá que ter pelo menos um artigo aceito para publicação em periódico classificado nos estratos B1 ou superiores, considerando o QUALIS do comitê Engenharias IV. Enfim, um egresso do Doutorado terá que ter ao menos duas publicações em congresso mais uma em periódico do estrato B1 ou superior, do QUALIS do Comitê Engenharias IV.

Por outro lado, os professores permanentes terão que atender o requisito de ter dois artigos publicados em periódicos, também dos estratos B1 ou superiores do QUALIS do Comitê Engenharias IV, em um triênio de avaliação, para continuarem como professores permanentes do Programa, ou então serem bolsistas de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Com isto, a tendência é que o corpo docente do Programa se torne mais compacto, porém com um maior índice médio de publicações por docente permanente.

Paralelamente, como já relatado em anos anteriores, foi feito um investimento significativo para que cada aluno de tempo integral tenha um computador disponibilizado para seu uso exclusivo, durante toda a sua permanência no Programa, com o objetivo de reduzir o tempo médio para formação dos alunos de tempo integral.

Em 2015, a CAPES modificou o interstício de avaliação de 3 para 4 anos, e o primeiro quadriênio ficou para os anos compreendidos entre 2013 e 2016. Nessa avaliação, o PPGEE obteve nota 5, atribuída aos cursos de excelência em nível nacional. Essa nota é um reflexo do grande esforço do nosso Programa em aumentar o número de publicações qualificadas, sobretudo nos estratos A1, A2 e B1. Outro fator de destaque é a quantidade de Professor(e)s contemplados com Bolsa de Produtividade em Pesquisa, assim distribuídas:
Prof. Dr. Marcelo Eduardo Vieira Segatto - PQ-1C
Prof. Dr. Teodiano Freire Bastos Filho - PQ-1D
Prof. Dr. Mário Sarcinelli Filho - PQ-1D
Profa. Dra. Maria José Pontes - PQ-II
Prof. Dr. Anselmo Frizera Neto - PQ-II
Prof. Dr. Domingos Sávio Lyrio Simonetti - PQ-II
Prof. Dr. Jair Adriano Lima Silva - PQ-II
Prof. Dr. Moisés Renato Nunes Ribeiro - PQ-II
Prof. Dr. Patrick Marques Ciarelli - PQ-II

Considerando estes aspectos, temos a expectativa de que o Programa mantenha uma produção científica expressiva associada às Teses e Dissertações dos seus egressos, visando atingir o patamar necessário para ser avaliado como curso de abrangência internacional (conceito 6) num futuro próximo.

Alunos Formados e Matriculados:O programa já formou 345 mestres e 114 doutores e conta com 144 alunos regularmente matriculados, sendo 86 no mestrado e 58 no doutorado.

Nome dos coordenadores e coordenadores-adjuntos:

Período: 2016-2018
Coordenador: Evandro Ottoni Teatini Salles
Coordenador-Adjunto: Anselmo Frizera Neto

Período: 2014-2016
Coordenador: Moisés Renato Nunes Ribeiro
Coordenador-Adjunto: Evandro Ottoni Teatini Salles

Período: 2012-2014
Coordenador: Moisés Renato Nunes Ribeiro
Coordenador-Adjunto: Anselmo Frizera Neto

Período: 2006-2012
Coordenador: Mário Sarcinelli Filho
Coordenador-Adjunto: Marcelo Eduardo Vieira Segatto

Período: 2002 - 2006
Coordenador: Mário Sarcinelli Filho
Coordenador-Adjunto: Celso José Munaro

Período: 1998-2002
Coordenador: Gilberto Costa Drumond Sousa
Coordenador-Adjunto: Mário Sarcinelli Filho

Período: 1996-1998
Coordenador: Mário Sarcinelli
Coordenador-Adjunto:Gilberto Costa Drumond Sousa

Período: 1992-1996
Coordenador: Mário Sarcinelli Filho

Período: 1991-1992
Coordenador: Edson de Paula Ferreira
Coordenador-Adjunto: Mário Sarcinelli Filho

Histórico do conceito CAPES do programa:

Período de Avaliação: . . . . . Conceito:

2013-2016 . . . . . . . . . . . . . . 5 (Muito Bom)
2010-2012 . . . . . . . . . . . . . . 4 (Bom)
2007-2009 . . . . . . . . . . . . . . 4 (Bom)
2004-2006 . . . . . . . . . . . . . . 4 (Bom)
2001-2003 . . . . . . . . . . . . . . 3 (Regular)
1998-2000 . . . . . . . . . . . . . . 4 (Bom)

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910